A manipulação da massa

Recentemente circulou pela internet um email sobre uma possível manobra do governo militar para controlar a “massa”. Segundo esse email, existiria uma Tese de Doutorado explicando como surgiu a “imensa nação rubro-negra”, uma das maiores manipulações de massa já vista na história do Brasil. Todos os fatos tem provas e foram estudados pela então doutoranda.

O interessante é que esta Tese existe de fato e está disponível para download no endereço: http://www.efdeportes.com/efd107/por-que-flamengo.htm

Conforme essa Tese, durante a ditadura, os militares viram a necessidade de criar massas alienadas para serem melhor manipuladas pela  TV recém criada pelo governo e seus jornais oficiais.

Como o futebol já era uma grande paixão dos brasileiros, a idéia foi engrandecer determinados clubes de futebol para que fossem queridos pelas massas desprovidas de cultura (o povão) não só do RJ e SP, mas de todo o país, de forma que a alienação fosse disseminada de forma mais efetiva.

O importante mesmo é não perder a oportunidade de sacanear um framenguista…

Segue um Resumo de como tudo aconteceu retirado de um fórum na internet:

Globo+Governo militar+Manipulação= mito flamengo
Isso é sério, uma das fontes é a tese de doutorado da Dra. Marizabel Kowalski, da Universidade de Educação Física de Viçosa, e explica como surgiu a “imensa nação rubro-negra”, umas das maiores manipulações de massa já vistas na História do Brasil. Todos os fatos têm provas e foram estudados pela doutora. O link segue abaixo, divulguem. É preciso alertar as pessoas do “mito” do qual são vítimas pelas garras da Rede Globo.

Durante a ditadura, os militares viram a necessidade de criar massas alienadas para serem melhor manipuladas pela Rede Globo, TV recém-criada pelo governo, e seus jornais oficiais.

Como o futebol já era uma grande paixão dos brasileiros, a idéia foi engrandecer determinados clubes de futebol para que fossem queridos pelas massas menos cultas (o “povão”) não só do RJ e de SP mas de todo o resto do país, de forma que a alienação fosse disseminada de forma mais efetiva. Roberto Marinho, dono da emissora e fanático torcedor rubro-negro, não teve dúvidas de que clube seria esse.

Daí nasceu a construção do mito da “imensa nação” rubro-negra, com a Globo mitificando suas cores, jogadores e torcedores. Em SP, o clube escolhido foi o da “periferia”, o Corinthians.

Começou uma das maiores enganações e manipulações da história do Brasil:

 Walter Clark, que comandou a Rede Globo por 12 anos (de 65 a 77), saiu de lá para ser vice-presidente do Flamengo em 78. De cada três jogos transmitidos pela emissora, um era do Flamengo. Câmeras eram obrigados a mostrar a todo momento a “festa” da ainda pequena torcida, que começou a se multiplicar.

Armando Nogueira, que comandou por 25 anos o jornalismo da emissora, contou no sportv que os narradores da Globo eram obrigados a gritar mais alto nos gols do Flamengo, a diminuir nos de outros clubes. Os comentaristas eram advertidos a esconder os defeitos e aumentar as qualidades dos jogadores. Assim surgiu p.ex. o mito “Zico”, que virou lenda só no Flamengo mas enterrou o Brasil em 4 Copas (3 como jogador e 1 como coordenador, ao vetar a ida de Romário para a Copa de 98 por inveja de Romário ter ganho praticamente sozinho a Copa anterior, coisa que Zico jamais conseguiu).

Os programas esportivos da Globo minimizam as torcidas, as vitórias e conquistas de Fluminense, Vasco, Botafogo e outros clubes, e maximizam tudo que é do Flamengo (e do Corinthians). Os narradores e comentaristas continuam com suas missões, porém hoje com a Internet fica mais difícil enganar as pessoas mais inteligentes. De qualquer forma, o estrago foi feito, os dois times têm as maiores torcidas do país e a massa continua sendo manipulada facilmente… como sempre.

O ano era o de 1977, até então tínhamos todos os outros grandes clubes cariocas campeões a nível nacional:
1968 – Taça Brasil – Botafogo-RJ; 1970 – Torneio Roberto Gomes Pedrosa – Fluminense e 1974 – Campeonato Brasileiro – Vasco. Cadê o Flamengo? Ele tinha apenas um Torneio Rio-São Paulo de 1961. Era preciso fazer alguma coisa…

No final de 1977, na Rede Globo, sala de Otto Lara Resende, nascia a Frente Ampla pelo Flamengo, para a qual Magaldi, um de seus inventores, convocou este também rubro-negro. Na partilha das tarefas, coube-me a propaganda e a edição de um periódico para preparar uma futura ação eleitoral.

Nosso companheiro de Globo era o panamenho Homero Icaza Sanches, chefe de pesquisas da Rede e conhecido no meio, pela sua competência, como o “Bruxo”. Magaldi pediu ao Homero uma pesquisa junto ao colégio eleitoral do CRF – 3 mil associados – e havia, pela ordem, duas preocupações prioritárias:

1. a situação geral, financeira e administrativa;
2. o futebol.

Escolhido Márcio Braga como nosso candidato, criei e gravei um comercial com ele, abordando a preocupação maior. Carlinhos Niemeyer, o empresário do Canal 100, jornal cinematográfico exclusivo sobre futebol, foi o escolhido para a mensagem da segunda preocupação.

A pesquisa revelou um dado fundamental, pois se mil ou mais eleitores comparecessem, a FAF seria vencedora. Daí ninguém entender como um universo de apenas 3 mil pessoas podia envolver comerciais de TV e outdoors espalhados pela cidade. O case da campanha, que Roberto Marinho, também do time, fingia não ver e tinha apoio absoluto do diretor-geral Walter Clark, ganhou, a posteriori, muitas páginas da revista Propaganda. De repente, ser eleitor do Flamengo era um privilégio e votar uma ação irrecusável.

 
Eram 11 horas da manhã quando, no dia das eleições, Walter Clark e Magaldi, junto ao meu carro, estacionado na sede do Morro da Viúva, aguardavam as notícias. Cheguei e disse: “Podemos iniciar as comemorações, o milésimo eleitor, 87 anos, acaba de votar”. E, abrindo a porta do carro, indaguei:

– Champanhe, uísque ou vodca?

A vitória, acachapante, foi comemorada até de madrugada numa churrascaria da Zona Sul.

Ano seguinte, o Flamengo, com Walter Clark como vice de futebol, era campeão estadual com vitória nos dois turnos. Completou-se, depois, um tri- estadual, um campeonato brasileiro, um carioca, a Libertadores da América e, em 1981, no Japão, o Flamengo sagrava-se campeão mundial. (mesmo sem enfrentar times argentinos ou uruguaios…rsrsrs)

4 Respostas

  1. É, as vezes algumas verdads maquiadas pela mídia
    e manipuladas pela mesma devem aparecer,
    ainda bem que as pessoas agora podem usar a internet para pesquisar e nao dependem somente
    da tv GLOBO por exemplo!!!!!!!!!!

  2. eu nao consigo achar nehum macetes de futebol 9.0

  3. é incrivel como poucas pesoas sabem disso será que ninguem nunca parou para se perguntar pq q o flamengo tem 30 milhoes de torcedores varios times no brasil tem muito mais titulos e não tem nem a metade desses 30 milhoes. MALDITA SEJA A REDE GLOBO MALDITO SEJA ESSE ROBERTO MARINHO SE ALGUM TORCEDOR DO FLAMENGO SOUBER O PQ DESSES 30 MILHOES ME ENVIEM A RESPOSTA POR IMAIL

  4. Muito bom o site, gostaria de propor uma troca de links como parceiros, meu site é o http://www.futebolforum.co.cc , valeu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: